reconhecimento profissional

Atualmente percebo a grande maioria dos profissionais atuando no piloto automático, exercendo sempre as suas funções do mesmo jeito, aceitando as coisas como estão e acomodados em relação ao seu futuro, e, o pior, nunca se questionando em relação à imagem profissional que projetam no mercado e na sociedade. Quando isso tudo acontece, as chances de você estar cometendo erros graves são muitas, pois você está se esquecendo do elemento principal nessa jornada chamada carreira: “VOCÊ”. Se você quer ter sucesso, reconhecimento profissional e sair do modo “automático” em sua carreira, é extremamente importante que você se questione em relação a como você quer ser reconhecido no mercado profissional.

Você já se perguntou quais são teus sonhos, o que você almeja para a sua carreira, com quais pessoas gostaria de conviver, se o segmento em que você atua é o que você realmente gosta, onde você quer estar daqui um ano ou dois? Se você não sabe quem você é, acaba cometendo um grande erro, que é seguir certo código genérico, fazendo o que todo mundo faz, vestindo o que todo mundo veste, e simplesmente seguindo em frente, sem ter um planejamento de onde quer chegar. O primeiro passo para que você possa alcançar os teus objetivos profissionais, é se questionar sobre qual a mensagem que você gostaria de passar através da sua imagem. A sua imagem eve refletir o reconhecimento profissional que você deseja alcançar.

Atualmente o que as pessoas veem em você através da sua imagem é positivo ou negativo?

Pensando nisso, eu vou te ajudar a descobrir os atributos que você gostaria que as pessoas vissem em você através da sua imagem com o exercício abaixo.

Descubra quais são os seus atributos

Selecione 10 atributos que você acha que tem. Em seguida, entre esses 10, escolha 5 que mais te chamam a atenção e que você considera mais fortes em você, e por último escolha 3 atributos que te definem, e que você gostaria que as pessoas reconhecessem em você através da sua imagem. Quer se conhecer? Então mãos à obra.

ESPONTÂNEO, RESERVADO, CRIATIVO, TRADICIONAL, RESPONSÁVEL, RESILIENTE, CONTROLADOR, SÉRIO, FRÁGIL, FORTE, DIRETO, EXPLOSIVO, VERDADEIRO, ORGANIZADO, EFICIENTE, SEGURO, PODEROSO, EXPANSIVO, INTROVERTIDO, AMIGO, HUMANO, ESTILOSO.

Pense na sua imagem

Agora que você já conhece a sua essência, e que já sabe que atributos te definem e o reconhecimento profissional que você deseja ter, eu sugiro que você pense se esses adjetivos estão em sintonia com a sua imagem pessoal (aparência e vestimenta), e com a sua imagem profissional (atitudes e comportamento), bem como com a vida profissional que você quer ter e com os teus sonhos.

Procure viver e se expressar de acordo com a sua essência. Mantenha a sua individualidade nas suas atitudes, no seu comportamento e na sua imagem pessoal e profissional.  Não dá para seguir um manual geral, do tipo, se todos estão usando um modelo de camisa ou de blusa que está na moda, eu também irei usar ou se todos agem de tal forma eu também vou agir assim. A aparência tem que ser coerente com o que você quer, e não com o que os outros pensam ou usam, e tuas atitudes tem que ser coerentes com o teu caráter.

Você precisa saber exatamente o que quer, o que gosta e o que quer mostrar, e, a partir daí, construir uma imagem pessoal e profissional, mostrando através da sua aparência, das tuas atitudes e comportamentos, os atributos que você quer que sejam a base do seu reconhecimento profissional. Isso é pensar no futuro, na sua careira profissional, isso é trabalhar o seu branding e começar a construir uma marca pessoal, a “sua marca”.

6 respostas

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] ousados — profissionais que ingressaram há menos tempo no mercado de trabalho têm uma sede maior de mudança e de deixar a sua marca no mundo, por isso, podem trazer objetivos […]

  2. […] e atitudes que uma pessoa trabalha o seu autoconhecimento — e essa é uma característica muito admirada. Você poderá ser um exemplo positivo para os seus colegas e contar com uma equipe mais dedicada e […]

  3. […] coisas a fazer, pressões no trabalho, culpa por achar que não está se dedicando o suficiente ao casamento nem cuidando dos filhos como […]

  4. […] posso destacar que algumas características femininas acrescentam muito em nosso bom desempenho no mercado de trabalho, […]

  5. […] justificar o reconhecimento profissional que recebem, se convencem de que chegaram até ali por conta de fatores externos: sorte, beleza, […]

  6. […] Esses espaços fortalecem apenas atitudes como a falta de ética e o individualismo: é comum encontrarmos membros da equipe colocando a culpa por um erro em seu colega e, até mesmo, armações para prejudicar um colaborador para que o outro seja beneficiado — com uma promoção, um bônus ou o reconhecimento dos gestores. […]

Os comentários estão fechados.