Assim como a alegria e a realização nos mais diversos setores da nossa vida, a felicidade profissional também depende de uma série de fatores, e não é a mesma para todas as pessoas. O que é sinônimo de felicidade para algumas, não é para outras.

Mas uma coisa é certa e comum a todos aqueles que estão no mercado de trabalho: estão todos em busca desse sentimento, dessa realização e desse resultado positivo, seja ele qual for. Afinal, ninguém se levanta da cama diariamente para trabalhar sem que tenha algum sonho.

Pode ser o reconhecimento profissional, uma grande quantia em dinheiro, a possibilidade de ajudar as pessoas ou causar alguma diferença ao seu redor, por exemplo. Além disso, a forma como o indivíduo atua em seu dia a dia no trabalho, desde o seu relacionamento com os colegas até a maneira como lida com os desafios e as responsabilidades, influencia na felicidade profissional.

E você, está feliz em seu trabalho? Sabe como anda a motivação das equipes que trabalham em sua empresa? Dou, agora, algumas dicas para conquistar essa tal felicidade de forma mais plena e duradoura. Veja só!

Faça o que gosta

Parece clichê, não é mesmo? Mas, acredite, estamos quase em 2020 e muitas pessoas ainda não perceberam a importância de fazer aquilo que gostam. E por que isso é tão importante? Explico: porque é praticamente impossível seguir todos os dias para um local que você não gosta, para desenvolver um trabalho em que não acredita.

Por algum período, é possível se apoiar em fatores como o salário ou a proximidade com a sua residência, mas, a longo prazo, fazer algo que não o motiva pode, até mesmo, deixá-lo doente de verdade. Pense nisso!

Trabalhe em um local com o qual se identifique

Aqui o cenário é um pouco mais complexo. Você gosta da sua profissão, gosta dos resultados que entrega, mas a empresa em que trabalha não tem nada a ver com o que acredita — seja desvalorizando os colaboradores, não agindo de forma ética ou desmotivando a equipe.

Não há paixão que aguente, não é verdade? Em um local assim, pode acontecer o mesmo que citei no exemplo anterior: a toxidade acaba contaminando as pesssoas, tanto profissionalmente quanto de maneira mais pessoal, deixando-os desmotivados, incapazes e, até mesmo, depressivos.

Anote uma coisa boa no final do dia

Às vezes, na correria do dia a dia, não percebemos que a felicidade que buscamos está bem diante dos nossos olhos ou, então, já acontecendo. Não permita que isso aconteça com você e crie o hábito de, ao fim do dia, anotar pelo menos uma coisa boa referente ao seu trabalho. Dessa forma, você vai perceber que já é feliz profissionalmente.

Também é possível levar esse hábito para outras esferas da sua vida e perceber quanto você já tem. Isso pode incentivá-lo (ou guiá-lo) para buscar ainda mais — ou desacelerar, quando notar o quão vencedor você já é.

A felicidade profissional é essencial não apenas para o seu dia a dia no trabalho, mas também para influenciar positivamente os seus liderados, se for esse o caso. Afinal, um líder motivado e empenhado no que faz é capaz de contagiar toda a equipe, não é mesmo? Além disso, ao encontrar a sua felicidade, você será mais capaz para ajudar as pessoas do seu time a encontrar a felicidade delas. O resultado é um ambiente de trabalho mais harmonioso e sadio para todos vocês e, consequentemente, mais força para alcançar os resultados esperados.

Espero ter ajudado você com mais este conteúdo! Para receber novos artigos em primeira mão, assine a minha newsletter. Até a próxima!