diversidade no ambiente de trabalho

A diversidade no ambiente de trabalho refere-se à variedade de diferenças entre as pessoas de uma organização. Entre elas está a diversidade de raça, gênero, etnia, imagem pessoal, idade, personalidade, estilo cognitivo, posição na empresa, educação, etc. Essas diferenças não envolve apenas a forma como as pessoas percebem a sim mesmas, mas como percebem uns aos outros, e essas percepções vão desde a forma como você se veste, sua aparência, sua cultura, sua forma de falar, seu idioma, a maneira como você se comunica e se relaciona com os demais, entre outras.

Quais são os maiores problemas causados pela diversidade no ambiente de trabalho?

Pensemos por um momento em uma organização. Ela é composta por uma grande variedade de funcionários diferentes e que precisam atuar juntos efetivamente e os principais problemas enfrentados pelas organizações são os mal entendidos entre os colegas, que na grande parte das vezes é originado por piadinhas por conta da imagem pessoal, do racismo, do sotaque, bem como pela falta de entrosamento, pela falta de coesão, pela baixa nas equipes e resistência a mudança, pois há sempre funcionários que se recusam a aceitar o fato de que a composição social e cultural de seu local de trabalho está mudando. A postura “nós sempre fizemos desta maneira, nos vestimos assim, agimos desta forma” silencia novas ideias e inibe o progresso.

Estas resistências acontecem porque muitas vezes em uma mesma empresa encontramos mais de uma geração trabalhando no mesmo local. Ainda temos alguns colaboradores da geração Baby Boomer atuando no mercado de trabalho e que hoje se encontram com idade entre (50 e 70 anos). Temos também colaboradores da Geração X que se hoje estão na faixa dos (35 a 50 anos) que são viciados em trabalho (workaholic), e a Geração Y que hoje se encontra em massa nas organizações e que estão na faixa dos (15 a 35 anos) e que são movidos pela tecnologia, fazem mais de uma atividade ao mesmo tempo, e entregam resultados mais rapidamente e não se preocupam em estar no trabalho efetivamente todo o tempo.

Como as empresas buscam solucionar esses problemas?

Mediante essas dificuldades, as empresas precisam desenvolver nas pessoas a capacidade de comunicação, adaptação e mudança. As organizações bem sucedidas e antenadas reconhecem esta necessidade e estão prontas e dispostas a investir recursos na gestão da diversidade no ambiente de trabalho para evitar as diferenças e as barreiras que se criam por conta destas diferenças.  Para os colaboradores o importante é saber entender e respeitar as diferenças, levando em conta que em um mesmo local de trabalho vamos sim nos deparar com gerações diferentes, culturas diferentes, pessoas com aspecto e aparência diferentes, e que essas e outras diferenças fazem parte dessa grande diversidade de pessoas que vivem no mundo.

Hoje as pessoas têm direito de expressar sua individualidade através do seu cabelo, sua barba, seu jeito de se vestir e as organizações mais “abertas” estão percebendo e aceitando essas diferenças com mais facilidade, pois percebem que trocar de funcionário simplesmente porque este insiste em usar barba grande, ou usar dreads no cabelo, terá um custo financeiro e de tempo muito maior do que tentar aos poucos ir se adaptando a essa nova realidade. Agora, não é porque a organização é mais aberta a mudanças que ela tem que aceitar condutas de relacionamento e comportamentos inadequados ao que é fundamental para a organização, só porque o mundo está em plena mudança.   Da mesma forma se a organização é conservadora ela não vai abrir mão de que seus colaboradores tenham um visual e um comportamento conservador.  O que conta é o DNA da empresa, e saber se a imagem dos colaboradores, bem como as atitudes, o comportamento interno e externo está de acordo com o que a empresa quer projetar.

Bom senso tanto da parte dos colaboradores em aceitar as regras internas da empresa bem como da empresa em ver até que ponto a situação em questão vai “causar” danos na identidade da empresa são fundamentais para que colaborador e organização possam conviver em harmonia, crescer e obter cada vez mais reconhecimento.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *