Entender os principais desafios da mulher empreendedora é uma questão extremamente relevante, tendo em vista que, apesar do sexo feminino ocupar cada vez mais espaço no mundo dos negócios, ainda existem grandes barreiras sociais e econômicas ao longo desse processo de evolução.

Não há dúvidas que empreender faz parte do empoderamento das mulheres. Por este motivo, a tendência é que cada vez mais surjam empresas e cargos de direção administrados por nós.

Entender os fatores que possam limitar o desenvolvimento profissional vai possibilitar a implementação de estratégias eficientes com foco em posições de destaque no mercado. Quer saber quais são os principais desafios da mulher empreendedora? Então, continue a sua leitura!

Desigualdade no mercado

A disputa das mulheres por igualdade e respeito no âmbito empresarial é frequente. Isso porque, apesar de adquirir todo conhecimento, habilidades e competências adequadas, ainda existe aquela pressão de se sobressair ao lidar diretamente com os homens e a necessidade de mostrar suas capacidades de gerenciar negócios.

Machismo

O machismo é um dos maiores aspectos quando falamos dos desafios da mulher empreendedora, considerando que muitos parceiros ainda não dão credibilidade para uma mulher que se encontra na posição de empresária ou de chefia apenas por ser do sexo feminino.

Esse erro ocorre principalmente pela questão cultural que impõe a visão de que as mulheres são seres de sexo frágil, cheias de inseguranças e menos capazes, fazendo com que não consigam ser boas líderes, o que definitivamente não é verdade.

Preconceito

Diariamente, as mulheres empreendedoras precisam encarar de frente o preconceito no meio dos negócios. Isso faz com que o crescimento da empresa se torne mais difícil.

Afinal, diante das dúvidas de clientes, parceiros e investidores sobre a capacidade de entregar um trabalho de qualidade, a empreendedora precisará sofrer um certo desgaste para atestar sua qualificação a todo momento.

Baixo investimento

O número de empresas lideradas por mulheres que recebem investimento externo ainda é muito baixo quando comparado às oportunidades alcançadas por um negócio administrado por alguém do sexo masculino.

Essa dificuldade em atrair investidores impossibilita que as organizações consigam os recursos apropriados para a manutenção das suas operações, além de reduzir as chances de aumento da competitividade em um mercado tão favorável aos homens.

Dupla jornada

A dupla jornada também é um desafio enfrentados pela mulher empreendedora, podendo ser vista como uma consequência do machismo. Isso porque, além de investir na sua carreira profissional, muitas vezes ela é vista como a única capaz de realizar as atividades domésticas e cuidar dos filhos, mesmo sendo casada.

Com tantos afazeres, sobra pouco tempo para descansar e cuidar de si mesma, o que leva à perda da qualidade de vida, falta de motivação para investir nas metas e objetivos ou, até mesmo, ao desenvolvimento de doenças mentais, como estresse e ansiedade.

Sexismo

Esse conceito trata da discriminação que tem como base as características de gênero, problema que acompanha as mulheres desde o processo de recrutamento e seleção até o momento de constituir a própria empresa.

Um exemplo é a contratação de mulheres apenas pelo fato das empresas não solicitarem fotos no currículo. Ou seja, as profissionais eram selecionadas porque a organização não conhecia o sexo do candidato que estavam analisando, caso contrário, não seriam escolhidas.

Agora que você conhece quais são os principais desafios da mulher empreendedora, é preciso ter em mente que, apesar de todas as dificuldades, o sexo feminino se inseriu no mercado para ficar.

Então, deixe o medo e a insegurança de lado, dê espaço para o empoderamento e autoconfiança, desenvolva suas habilidades, aproveite as oportunidades e lute por igualdade no âmbito empresarial. Assim, com certeza terá uma carreira de muito sucesso.

Já passou por alguma das situações expostas no artigo? Deixe seu comentário aqui e compartilhe suas experiências comigo.