Se você tem a preocupação de manter colaboradores alinhados aos objetivos do negócio, está no caminho certo para o estabelecimento de uma cultura empresarial. Esse conceito gira em torno da essência da marca, isto é, dos valores, do propósito, dos posicionamentos etc.

E a importância desse cuidado não é pouca! Afinal, não dá para destacar os diferenciais da empresa no mercado se não há uma estratégia que parta de dentro para fora.

Para ajudar você nessa questão, eu preparei algumas dicas que ajudarão a transmitir o DNA da empresa para os colaboradores. Acompanhe!

Valores, missão e visão versus cultura empresarial

Em primeiro lugar, você pode estar pensando que a cultura empresarial é aquela definição de valores, missão e visão que a gente faz no momento de abrir um negócio, não é? Na verdade, pensar no DNA da empresa é ir um pouco além disso.

Edgar Schein, um dos maiores nomes da área de desenvolvimento organizacional, definiu três pilares da cultura empresarial, no chamado modelo de Schein:

  • artefatos — incluem todos os símbolos e comportamentos visíveis, como a imagem profissional dos colaboradores, a identidade visual da marca e as condutas esperadas no ambiente de trabalho;
  • valores e normas — abrangem todas as regras que norteiam a atividade dentro da empresa e o senso de propósito da marca no mundo;
  • pressupostos — são as condutas e crenças mais profundas que, embora não sejam explicitadas em nenhum momento, acabam sendo compartilhadas pelos colaboradores, que as carregam inconscientemente.

O papel da liderança na cultura empresarial

Viu como o buraco é mais embaixo quando falamos do DNA da empresa? É como se os pressupostos, isto é, as crenças que movem toda a atividade profissional na empresa, definissem as normas, e estas, por sua vez, moldassem os artefatos.

Nessa dinâmica, o papel dos líderes é fundamental, pois são eles que melhor representam o DNA do negócio. Afinal, não seriam escolhidos para um cargo de liderança se não estivessem completamente alinhados com a cultura empresarial.

Assim, o líder reúne esses fatores e os traz para o cotidiano no ambiente de trabalho, ajudando a compartilhar os pressupostos, indicar e fiscalizar as normas, assim como monitorar os artefatos em suas equipes.

Dicas para transmitir o DNA da empresa

Agora, como manter os colaboradores na mesma página e estabelecer de vez o DNA da empresa? Como eu disse, o papel da liderança é essencial nessa tarefa. Mas não é só isso! Confira algumas dicas para fortalecer a cultura empresarial:

  • preocupe-se com a preservação da cultura da empresa desde a contratação, prezando por candidatos com perfis alinhados a ela;
  • eduque os colaboradores continuamente, de modo que todos sejam constantemente relembrados dos principais valores e normas e, com isso, mantenham claro o entendimento dos pressupostos, mesmo que inconscientemente;
  • promova eventos que ressaltem o DNA empresarial. Por exemplo, se um dos valores da sua empresa é reforçar o empoderamento feminino no mercado de trabalho, você pode pensar em palestras que mostrem cases de sucesso de mulheres líderes;
  • adote uma política de feedbacks para que a comunicação entre os colaboradores, a liderança e os gestores seja sempre clara e todos permaneçam integrados.

Com essas dicas, você já tem uma boa base para transmitir o DNA do seu negócio e conquistar um time de colaboradores mais alinhado à cultura empresarial. A partir disso, as atividades da marca tendem a se tornar mais consistentes, padronizadas e estratégicas, o que pode ser decisivo para o estabelecimento da empresa como uma referência na área em que atua.

Quer ficar por dentro de outras dicas para destacar o seu negócio? Então, siga as minhas redes sociais e acompanhe as novidades: Facebook, Instagram, LinkedIn e YouTube.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *