Ter confiança é muito importante tanto na vida pessoal quanto na profissional. Ela não só está relacionada com a motivação pessoal, mas também é um fator que pode tornar realidade diversos projetos e sonhos. Porém, nem todos nascem confiantes. Algumas pessoas precisam desenvolver essa característica.

Confira neste artigo como a confiança está ligada à vida pessoal e profissional e entenda sua importante relação com a autoestima. Veja também as dicas que separamos para você ser mais confiante. Boa leitura!

Como a confiança interfere na vida pessoal e profissional?

Segundo o dicionário Michaelis, uma das definições para “confiança” é sentir-se seguro. Além disso, o termo também se relaciona a diversos aspectos positivos como:

  • credibilidade;
  • firmeza;
  • familiaridade.

Isto é, alguém que é confiante acredita em si, sente-se seguro sobre suas capacidades e seu jeito de ser. Desse modo, a imagem que essa pessoa passa é a de alguém em quem se pode confiar. No âmbito profissional, por exemplo, isso pode fazer uma grande diferença:

  • se você é confiante, pode tornar-se referência de opinião para colegas que acreditam em sua firmeza;
  • você pode conseguir uma promoção ou cargo por demonstrar que é capaz de assumir uma grande responsabilidade;
  • clientes e chefes podem se sentir mais à vontade com seu jeito seguro de ser;
  • você se sente mais confortável em inovar.

Já na vida pessoal, ser alguém confiante pode ajudar você a:

  • cobrar menos de si;
  • não se comparar a ninguém;
  • reconhecer seu próprio valor;
  • aceitar melhor julgamentos e pontos fracos.

O que fazer para aumentar a confiança e ter mais autoestima?

Outro ponto importante da confiança é sua relação com a autoestima. Esse aspecto se refere ao reconhecimento de seu valor e a estar bem consigo. Por exemplo, conforme envelhecemos, nosso corpo muda. Ter autoestima é aceitar que essa mudança é uma fase da vida e que você pode tomar ações para vivê-la bem em vez de ficar triste ou tentar impedi-la.

Por isso, o resultado dessa ligação é saber que sentir-se feliz depende de você e que é importante reconhecer-se como alguém não melhor que os outros, mas que pode fazer o melhor com suas habilidades. Veja a seguir as dicas para aumentar a sua confiança e autoestima!

Acredite em seu potencial

Mais importante do que ter qualidades é acreditar nelas. Reconhecer seus talentos e habilidades é o primeiro passo para se sentir mais confiante. Afinal, se você não acredita em si, quem vai fazer isso?

Cuide do corpo e da mente

Ser confiante não significa nunca sentir medo. Mas a pessoa confiante é aquela que sabe que há um jeito para os problemas. Por isso, cuidar da mente e do corpo é fundamental para ser saudável, manter o equilíbrio emocional e agir contra as dificuldades.

Saiba se comunicar com todos

Desenvolver sua capacidade de comunicação é importante para a confiança. Não só para falar diante das pessoas, mas para saber o que dizer. Assim, você consegue transmitir bem suas ideias e tem uma comunicação mais assertiva com todos.

Realce seus pontos positivos

Conhecer seus pontos positivos é outro grande passo para aumentar a confiança. É claro que é importante conhecer seus defeitos e saber como lidar com eles, mas lembrar que você é capaz de coisas boas ajuda a manter a autoestima e encontrar sua posição dentro da sociedade.

Tenha um tempo para cuidar de você

Seja no momento da maquiagem para o trabalho, seja em um dia de spa, sentir-se bonita também ajuda a manter a autoestima elevada. Então, é importante tirar um tempo só para si todos os dias, mesmo que seja apenas alguns minutos.

Confiança e autoestima estão diretamente interligadas. Por isso, desenvolver essas características torna a vida profissional e pessoal muito melhor. Para isso, você pode seguir várias dicas. No cuidado com o corpo, por exemplo, a Supérbia é uma grande parceira. Ela desenvolve produtos que ajudam você a cuidar de seus sinais, tanto cicatrizes como marcas do envelhecimento, de forma natural — sem mudar quem você é.

Quer saber como a Supérbia pode ajudar na sua autoconfiança? Entre em contato!