como desenvolver a inteligência emocional

Você sabe como desenvolver a inteligência emocional? O assunto é muito discutido e, talvez, seja uma das pautas preferidas de muitos coaches. Não é à toa: o desenvolvimento dessa habilidade permite uma mudança muito profunda no nosso modo de encarar situações e lidar com problemas.

Quando nos tornamos mais inteligentes em relação às nossas próprias emoções, a vida pessoal e a carreira agradecem. Até porque a nossa postura profissional! Neste post, eu vou te explicar melhor do que se trata essa característica e algumas formas de desenvolvê-la. Vamos lá?

O que é a inteligência emocional?

Quando eu te pergunto o que é inteligência, provavelmente você logo vai pensar no QI, não é mesmo? Bem, esse Quociente de Inteligência, na verdade, se refere às capacidades cognitivas, como raciocínio, memória e atenção.

É importante para as emoções também? Pode até ser, mas para Daniel Goleman, conhecido como o “pai da inteligência emocional”, a inteligência cognitiva e a emocional estão em partes diferentes do cérebro e precisam ser estimuladas de forma diferente.

Para ele, a inteligência emocional (IE) se relaciona com a maneira como lidamos com dificuldades, interagimos socialmente e, principalmente, como gerenciamos nossos sentimentos.

Como desenvolvê-la?

Agora você pode estar pensando: como desenvolver a inteligência emocional, se ela tem a ver com sentimentos? Afinal, eles são muito espontâneos, é difícil de gerenciar.

Bem, alguns hábitos e comportamentos ajudam nesse sentido. Por isso, veja algumas dicas para praticar consigo mesmo e também com a sua equipe!

Redução do estresse momentâneo

O estresse momentâneo é campeão de atitudes impulsivas. Para fortalecer a IE, algumas dicas passam por fazer os questionamentos a seguir.

  • Em um momento de estresse, como você ou a sua equipe reagem — tanto emocionalmente como fisicamente?
  • Qual é o seu primeiro impulso ou a primeira iniciativa dos seus liderados?
  • De que forma você pode aliviar esse sentimento impulsivo para agir de outra maneira?

Autoconhecimento

O autoconhecimento é simplesmente fundamental para gerir bem as emoções. Então, que tal praticar exercícios que promovam uma maior consciência emocional?

Atividades artísticas que estimulem a conexão com sentimentos e o resgate de experiências muitas vezes negadas são interessantes para que a gente possa entender melhor nossa forma de reagir emocionalmente.

Empatia

Um dos pilares da inteligência emocional é a empatia, ou seja, a capacidade de se colocar no lugar do outro. Para isso, uma boa dica é construir conexões de confiança entre você e quem te rodeia, ou entre os membros da equipe.

É legal promover atividades que estimulem uma interação mais profunda e, ainda, trazer palestras ou vídeos que gerem um sentimento empático: a ideia é que todos têm problemas e carregam suas próprias bagagens.

Postura positiva frente a situações de desafio

E nos momentos muito desafiadores? Um pouquinho de leveza é sempre bem-vinda né? É legal pensar em formas divertidas e mais tranquilas de lidar com grandes desafios.

Esse é um exercício pessoal e também pode ser feito com a sua equipe: competições saudáveis, estímulo à criatividade e muito bom-humor são ingredientes essenciais.

Resiliência

A resiliência é a capacidade de se adaptar a situações adversas e de não se deixar abalar por dificuldades. Ela é muito importante para a IE, pois ajuda a lidar com momentos de pressão sem que isso atrapalhe a administração das emoções.

Uma das melhores formas de desenvolver essa habilidade é encontrando os propósitos por trás de cada situação, ou seja, entender que aquele momento ruim é necessário para algo maior: pode ser para a sua carreira, para a sua felicidade, etc.

Bônus: dica de livro

Quer aprender mais? O livro Inteligência Emocional, do Goleman, é uma referência no assunto! Para ele, saber lidar com as emoções é algo que está diretamente relacionado com a evolução pessoal e profissional. Nessa obra, ele dá várias dicas para desenvolver essa habilidade. Vale a pena conferir!

Agora que você já sabe os primeiros passos sobre como desenvolver a inteligência emocional, que tal experimentar uma consultoria comigo para aprimorar ainda mais essa capacidade? Tenho certeza que a gente formará uma boa dupla para o seu autodesenvolvimento e gestão de carreira.

Ah, me acompanhe nas redes sociais! Assim, você fica de olho nas novidades sobre o assunto — Facebook, Instagram, LinkedIn e YouTube.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *